OGIVA NUCLEAR

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

CONTRA FACTOS NA HÁ ARGUMENTOS
JUIZ INJOLANU INDI FORONTA I NA KUDA NA SI DESGRAÇA KU MÓM  NA CABEÇA  CONTRA I NA CONTA SI PREÇO PA JAILSON TRANSMITI JBV???!!! HUMM???
 Esta em curso mais um complot judicial, a foto que ilustra este artigo fala por si.
O Juiz, Indjonalu Mariano Indi, manteve esta sexta-feira de manha num café de Bissau um encontro com o puto Jailson Cuino mais conhecido por (TCHONTCHI) “Blufucinho” a mando de JVB utru Blufu si cumpanher para fechar negócio e promete avocar o processo sobre a perda de mandato no Tribunal Regional de Bissau, como fez anteriormente com a providência cautelar interposta pelo Presidente da ANP Cipriano Cassama, sobre a perturbação da sessão da ANP.
O Negocio terá sido fechada e ainda não conseguimos apurar quanto que é o Jovem medíocre Juiz Indi terá cobrado para decidir antes de seguir para Abuja-Nigéria, para Tribunal da CEDEAO sem concurso publico, sobre este assunto o Comissario para Recursos Humanos, Huco Monteiro e a sua maninha, Mária de Ceu Silva Monteiro, Presidente de Tribunal de Justiça da CEDEAO têm palavra.
Como a imagem fala mais do que mil palavras queremos aqui chamar a atenção a inspeção regional da justiça, o conselho superior da magistratura judicial, o ministério público, para que assumam as suas responsabilidades.
Quem é o Jailson Cuino?
JAILSON CUINO A ESQUERDA..., E O JUIZ INJOLANU INDI A DIREITA..., LI ACORDO TXIGADU BA DJA NÉL??? ASTAFURLAY..., HUM HUM!
Trata-se de um puto que estudou em Dakar, um curso de apenas dois anos ( INTENSIVO ) e que arma em licenciado, esteve a trabalhar na BAO..., primeiro no balcão e depois transitou-se para os serviços de crédito.
João Bernardo Vieira, Secretario de Estado dos Transportes e Comunicações, o seu cúmplice, chamou lhe para o Presidente de Conselho de Administração dos Portos da Guiné-Bissau (APGB), função não executiva, mesmo assim despediu-se de BAO.
O objetivo de facto era de criar e, já criaram..., e o facto pode ser confirmado no centro de formalização de empresas, uma empresa para ganhar o concurso público lançado julho de ano passado sobre a parceria público privada na APGB, o concurso não foi avante porque o governo de DSP caiu a 12 de julho de ano passado.
Esta é a prova inequívoca que os três milhões de euros que desapareceu na casa de JVB eram destinados as negociatas nomeadamente a compra de juízes, compra de armamento como ficou quase que evidente.

DAINTI KI CAMINHO

POUCA VERGINHA TEM LIMITES  

Sem comentários:

Enviar um comentário