OGIVA NUCLEAR

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Caro Aly Silva,

Tivemos a oportunidade de ler o teu post sobre o Secretário-geral do PRS. Entre outros acusou, o Dr. Florentino Mendes Pereira de ser estratega de toda a crise política que o país vive, porque está em conluio com o PR ou se deixou enganar pro alguma promessa. E mais disse que o Dr. Florentino Mendes Pereira, que foi o mais destacado ministro do Governo de Domingos Simões Pereira, terá supostamente comprometido uma carreira política promissora por estar a falar da situação dos deputados expulsos no parlamento.
Desde logo sabemos que o teu objectivo é tentar desacreditar o PRS e o seu Secretário-Geral, bem como imputar aos outros as responsabilidades dessa crise. Mais uma vez, pedimos para que deixe de falar do PRS e dos seus dirigentes sobretudo nessa crise. Fazemos este apelo, porque felizmente, o PRS não é responsável por esta crise. O epicentro da crise, é o PAIGC. Todos os militantes em guerra neste momento, são militantes do PAIGC. O Presidente da República também é do PAIGC. Se isso é verdade, então há motivos para continuares a falar do PRS ou de algum dos seus dirigentes numa crise onde é neutro.
Agora, se quiser saber como é que o PRS entrou nessa crise e porquê é que tem insistido em defender a verdade no caso dos 15 deputados, a resposta é simples: Se o PRS permitir que as pessoas sejam expulsas do Parlamento injustamente como é o caso dos 15, no futuro serão os seus deputados a serem expulsos arbitrariamente pelo presidente da ANP. Sendo uma força com alguma responsabilidade no Parlamento, o PRS nunca permitiria a pretensa violação das leis. É posição do PRS que a decisão tomada pela Comissão da ANP é ilegal. E a pessoa que é encarregue de dizer isso é Florentino Mendes Pereira. E demais militantes do PRS já o disseram. O Presidente do PRS já o disse; o líder da bancada o diz reiteradas vezes; o porta-voz do PRS idem. É uma posição institucional, não é pessoal.
Advogado? Disse que o Dr. Florentino é Economista e estatístico. Para viver, não precisa de defender injustamente os outros. Este rótulo não é para o DR. Florentino Mendes Pereira.
Quanto ao futuro político do Dr. Florentino Mendes Pereira, fique descansado. Para além de ser o mais rico comparativamente aos teus patrões, é um processo de longa data. O Dr. Florentino está activamente na política há mais de 20 anos e nunca alguém lhe apontou o dedo. Não será tu, a beliscar a sua imagem. Ser príncipe no PRS a avaliação é tua e só tu sabes o porquê, mas o Dr. Florentino é igual a todos os outros dirigentes do PRS.
Não é mediático, como todos lhe reconhecem este estatuto, mas como governante, conseguiu aquilo que até aqueles que não são do seu partido reconhecem. No que se refere a pretensão de ser Primeiro-ministro, um lugar supostamente prometido pelo Presidente da República, não te preocupes. Diz a máxima: “enquanto há vida há esperança”. E ele é mais novo que os teus patrões e não é menos inteligente.
Por isso, por via legal, o Dr. Florentino Mendes Pereira chegará as funções de Primeiro-ministro, porque é homem político e no seu partido o lugar que ocupa é legível para essas funções. Em 2014, graças ao projecto apresentado pelo PRS aos guineenses esteve muito perto dessas funções, quando atingiu o partido 41 deputados. Aquela marca é resultado de trabalho dos dirigentes, militantes e simpatizantes do PRS, e principalmente pela acção da direcção liderada por Nambeia e Florentino Mendes Pereira.
Estamos num momento de crise e percebe-se perfeitamente a sua estratégia. Só não vê ou não percebe, quem não quer. Desacreditar o Dr. Florentino é o teu principal objectivo, mas felizmente ninguém irá atrás dos teus argumentos. Nos governantes que o país conheceu de 2014 a esta parte ele é excepção. Orgulha-nos enquanto guineenses. Mas como você faz parte dos destruidores, estás a tentar.
Será que representar ou falar em nome do seu partido é crime? Dizer o que o partido acha é crime? Como responsável do PRS, cabe-lhe representar o partido nos encontros como as que temos assistido. Quando sair se lhe perguntarem dirá qual é a posição do PRS. Se isso é orquestrar, então vai continuar. Mais uma vez, apelamos que deixe de caluniar os dirigentes do PRS. Dizer que a expulsão dos 15 deputados na Assembleia, não é uma posição de florentino: é a posição do PRS, do direito e até de estrangeiros. Compreenda rapaz!
Mas se quiser, continue com as tuas insinuações. Para a próxima, sabemos onde começar. Sabemos que as questões morais não lhe dizem muita coisa, mas desta vez, se quiser aposte, temos onde atingir-te para sentires.
Bu kustuma sussa djintis, má ku PRS bu cana safa.



Gabinete de Comunicação do PRS

Sem comentários:

Enviar um comentário