OGIVA NUCLEAR

segunda-feira, 14 de setembro de 2015



TERRA RANKA?


Imagens para os nossos irmãos no estrangeiro, que há muitos anos não visitaram Bissau




Hoje o cartão-de-visita da nossa capital é a barafunda comercial na chapa de Bissau. E em todas as artérias da nossa pacata cidade. Depois da animação comercial, vem o susto de uma espécie de abandono da "coisa pública" ou anarquia total, tendo como figurantes os vendedores e comerciantes ao longo dos exíguos passeios ou calçadas. Os transeuntes e djilas disputam as ruelas e passeios com os carros. A maioria das ruas dentro da capital estão esburacadas, alagadas e sem passeio ou calçada. Na zona sub-urbana, ao longo das estradas, as fachadas das casas, estão tapadas com os precários cacifos de pequenos vendedores, chamados djilas. Esses cacifos são construídos com base em cartolinas, farrapos ou panos, sacos e lonas podres. Como se pode constatar, os produtos são geralmente colocados no chão improvisado. "Coisas nossas"! Tem sido um flagrante atentado à saúde pública. 

Não podemos conformar-nos com "Terra Ranka" sem motor e nem rodas! "Son na bolso ku boka". É um drama constante e chocante para Todos os bons filhos desta terra. A nossa capital apresenta-se enlameada, desregrada e suja. Uma das razões, que motivaram o apelo patriótico e vibrante do chefe de Estado para que ousemos Todos vergar para sua organização e edificação, como em qualquer outros países do mundo. 

ESTRADA DA MARGINAL PINDJUGUITI





Sem comentários:

Enviar um comentário