OGIVA NUCLEAR

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

O fantasma do passado recente está de volta
Novamente, temos o DSP a arranjar problemas. Ele começa sempre duma forma subtil e hipócrita, mas quando se estala o verniz, entra em parafuso começando com as suas lamúrias e jogatinas de sempre, aliás, já sobejamente conhecidas.
O PRS é um Partido soberano, forte, coeso e unido onde a disciplina partidária funciona duma forma invejável. Não anda aos trambolhões como o Partido da Praça dos Heróis Nacionais, sem ideias, heterogéneo, recheado de arrogantes, intriguistas, trapaceiros, oportunistas e maus de espírito.
O PRS não precisa do PAIGC para nada.  
Ao PRS só um conselho amigo: assumam as vossas responsabilidades demarcando, claramente, desses demónios. Eles são virulentos e exímios em destabilizar quem está organizado. Desta vez a culpa será inteiramente deles e morrerá solteira. PAIGC KA PUDI, MÁ I KA PUDI NAM, KU SI CABEÇA!
Neste momento, o grande problema que o PAIGC tem, é carência de quadros políticos forte e com caráter nacionalista…,ao contrário do PAIGC de Cabral. Será que os problemas que eles têm agora são superiores aos que tinham aquando do Congresso de Cassacá? Nem de perto e nem de longe! Em 1964, com pouquíssimos quadros, tínhamos um Partido de verdade, organizado, com cabeça, tronco e membros. Que o diga o sr. Eng.º Carlos Correia. A sucursal de hoje, que nem chega a ser um clonado, é uma réplica bastante díspar do Partido de Cabral!
A resposta dada pelo PRS a esses “linguanas” na reunião de ontem, dia 20 de setembro, foi de mestre. É assim mesmo, chega de humildade. Acho que o “senhor sabe tudo - o génio”, já deve estar arrependido da sua fútil e infeliz proposta.
Senhores da Sociedade Civil, da Liga dos Direitos, digníssimos Deputados da Nação, mesmo a Comunidade Internacional estão todos impávidos e serenos, sentados nas vossas poltronas a ver este novo folhetim do DSP, num silêncio ensurdecedor. Como se trata do vosso protegido está tudo numa boa. Isso é vergonhoso e de uma tremenda injustiça. Mas desta vez, se a situação descambar, o cenário será de todo imprevisível para a governação do reformado Eng.º Carlos Correia. Nem mediação tendenciosa, nem raios que os parta, passará desta vez. Teremos de ser nós, os Guineenses, a arrumar a casa, sem nada de violência, mas duma forma legal e democrática.
Pedimos ao nosso Primeiro Magistrado do País que continue atendo a essas perigosas manobras do cidadão DSP que tenta, por todos os meios possíveis e imaginários, destruir o legado que o grande Povo Guineense o confiou e na boa hora.

Cuidado Domingos, mantampa di Calequisse esta bem molado i na perau. Si rabatau és biás nin bu raiz kana fika!  

Sem comentários:

Enviar um comentário