OGIVA NUCLEAR

sexta-feira, 22 de abril de 2016

O Presidente José Mário Vaz, engajou-se plenamente ao serviço do seu povo e do seu país, Guinée-Bissau muito cedo. Exerceu funções do Presidente da Câmara Municipal, Câmara do Comercio,Ministro das Financas… E hoje chefe da nao guineense eleito Democratimente pelo seu povo.O JOMAV é um homen de diálogo, da Cultura de Paz, nunca assassinou ninguém como nos regimes anteriores. É uma figura com Supremo cortesia de elegância no gesto e nas suas palavras e respeita sempre o seu próximo.
O sonho do Presidente guineense José Mário Vaz, é abrir uma ofensiva agricula sobretudo no que diz respeito à produção de arroz para poder atingir a auto-suficiência alimentar na Guiné-Bissau terra de Amilcar Cabral.
JOMAV é um grande patriota guineense que ama o seu país fiel nas suas relações, um homen respeitoso,  silencioso que não gosta de falar muito e que lutou na vida para chegar  onde  esta hoje. E na qualidade do Presidente da República ele pensa que  o desenvolvimento nacional é um dever para todos os guineenses.
Nesta optica o Estado da Guiné-Bissau,tem o interesse de reforçar juridicamente institucionalmente, moralmente e sobretudo financeiramente o serviço civico nacional.
Todavia, os politicos devem servir o povo ! não servir a si mesmo. Como diz a sabedoria : O que eu vejo, lembro o que eu faço aprendo.
É a este ideal inscrito na necessidade da história, que se consagram os combatentes anti-imperialistas e primodialmente os combatentes do PAIGC. Eles não combateram por objectivos egoístas, mas pela felicidade dos seus irmãos, dos seus filhos e de toda a huminidade, de que depende a própria felicidade pessoal.
Os progressos da ciência e da técnica tornam hoje possível para todos os homens a segurança da existência, um minímo de bem-estar e de instrução. Mas a sua utilização por uma  minoria que está no elenco governamental actualmente representada pelo Presidente do PAIGC Domingos Simões Pereira, desviou esses progressos para os seus objectivos : em vez de se servir de tais progressos para a felicidade do povo, utiliza-os para assegurar a alguns imensas riquezas e para manter a grande maioria da populaçao guinense na miséria e na ignorância.
Por outro lado,  os elementos do PCD tomaram conta do Partido de Amilcar Cabral, de  Osvaldo Vieira, de Pansau Naisna, de Titina Sila, de Domigos Ramos entre outros camaradas de luta. Este grande PAIGC que era a força dirigente do país. Agora dirigido pelos elementos do PCD, Domingos Simões Pereira, Geraldo Martins, Nado Mandiga e entre outros facistas do PCD.
Que a divina providência toque cada um de nós  na sua consciência em favor da nossa querida Pátria, Guiné-Bissau.

Sem comentários:

Enviar um comentário