OGIVA NUCLEAR

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Nas vésperas do primeiro de maio
Não há salários na administração pública Guineense

O governo da Guiné-Bissau não conseguiu garantir este ano, 2016 salário aos servidores de estado nas vésperas do primeiro de maio, precisamente dia dos trabalhadores.

Trata-se de uma data em que normalmente as duas centrais sindicais a União Nacional dos Trabalhadores da Guine (UNTG) e a Confederação Geral dos Sindicatos Independentes da Guiné-Bissau de Filomeno Cabral costumavam “LADRAR”, mas este ano estamos atentos e espera daquilo que vão dizer.

O primeiro de maio este ano acontece numa altura em que ondas de greve esta a assolar o pais nomeadamente nos sectores socias, nomeadamente saúde e educação.

As perdas de vidas que poderiam ser evitadas e o risco de ano letivo ser anulado, caracterizam a desastrosa governação de Carlos Correia iniciada por Domingos Simões Pereira.

Presidente Mário Vaz so tem um caminho demitir o governo atual e formar o um novo governo âmbito da nova maioria parlamentar.

Sem comentários:

Enviar um comentário