OGIVA NUCLEAR

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

UMA  ALERTA  MEMORIAL  AOS  CIDADÃOS  GUINEENSES

Em virtude da crise  política que assola o país nos últimos 6 meses, e que na sua fase mais agudizada, levou ao Ex - Presidente da ANP – Cipriano Cassamá, a deixar ser manipulado e subornado pelo Domingos Simões Pereira (DSP), no sentido de  colaborar para a  suspensão dos 15 Deputados do PAIGC, de forma injusta e contra todos os dispositivos legais do Estado guineense, tudo para que este consiga estar de vantagem na edificação dum Estado Aristocrático e Anárquico, que o DSP, tende implantar na Guiné-Bissau.

Ainda, o mais ridículo é que, o DSP e  C. Cassamá, têm insurgidos sistematicamente nos orgãos de comunicação social, dizendo que “os lesados devem recorrer aos Tribunais”, visto que, e como é do conhecimento dos citadinos de Bissau que,  já deram aos Magistrados 850 milhões de francos cfa, e caso lhes forem solicitados para intervir neste diferendo, para decidirem à favor deles. Mas, esqueceram-se que, o local em que estes tristes tumultos aconteceram é na ANP – Casa do Povo, espaço por excelência, para às discussões, rectificações das diplomas e as leis do país, com os quais, os Magistrados se orientam na vida profissional.

Ainda os GANGS  DSP & BROTHERS Lda, ao vendo que estão a perder credibilidade e simpatias de todas as organizações, representações diplomáticas e do povo guineense, pelas declarações infames e vergonhosas que proferiram a pouco tempo, dentre os quais dizem que: os seus 45 votos são superiores aos 56 votos, o estatutos do PAIGC é que impera sobre a Constituição da República, ontem, começaram com novo “SLOGAN” de que, as pessoas que querem derrubar o governo caído, são vendedores e traficantes da droga.

E se assim for, apraz-me lançar algumas questões:

1- Porque razão é que o DSP & GANGS BROTHERS Ltd, tiveram insucesso na governação?
R: Por terem praticado desvios e saques do dinheiro nos cofres do Estado e também, de terem sido descobertos que não são originários do PAIGC e vieram para enfraquecer este partido, expulsando os seus militantes proeminentes, aliás, o Domingos Simões Pereira,Geraldo Martins, Vicente Fernandes etc, pertencem ao partido PCD, juntamente com o Nado Mandinga.

2- Será que é uma regra, um partido que ganha as eleições com maioria absoluta, e apesar de pretender estabelecer pacto de estabilidade governativa, é obrigado alienar a pasta das Finanças aos outros?
R: Ahhhhh, não, não, o DSP & GANGS BROTHERS, fizeram isso para enriquecer os dirigentes do PCD e o respetivo partido na eventualidade de que iriam proporcionar uma instabilidade no país, que poderia levar o Presidente a dissolver o Parlamento e convocar novas eleições assim, e uma vez que o partido e os seus membros tornaram ricos, DSP iria sair do PAIGC e regressar ao PCD, para essa embate eleitoral. É esta a estratégia montada mas, que veio a falhar por parte, uma vez que já conseguiram o dinheiro nos cofres do estado, à custa de infantilismo do PAIGC.

3- Porque razão certos políticos estão à usar o nome da Droga nos últimos dias?
R: Drogra ! não a droga não tem nada com os recentes acontecimentos político no país, apesar de certas personalidades que, quando perdem apoio ou crédito interno/externo, utilizam o nome da Droga para acolher simpatias e apoios da comunidade internacional. E ao meu saber, há um político do nome NADO MANDINGA, que a quando da sua passagem como Ministro das Finanças, fez desaparecer as drogas retida no tesouro público, para os seus fins particulares. E este político sim, se alguém o conectasse com a droga, não posso negar porque, recentemente, a mando do DSP, ele e C. Cassamá, fizeram com que um “panfleto” seja objecto da Ordem-do-dia, na ANP, e na qual, os Deputados insultaram o Presidente da República durante 13 Horas.

4- Será que é normal um titular de Órgão da Soberania, adulterar documentos e as leis, a mando de outrem, como aconteceu na ANP?
R: Não, não é normal, essa prática constitui um crime, e a referida pessoa deve ser destituído do seu cargo e de mandato que tem como Deputado  e a PGR, deve notificá-lo o mais rápido que for possível, visto que, o documento que falsificou, constitui uma matéria factual do crime. Ainda, o mandante (DSP), também deve ser notificado porque ele é o cérebro moral, e é o principal beneficiário desta intentona.

Obrigado

DOKA INTERNACIONAL- A OGIVA NUCLEAR 



Sem comentários:

Enviar um comentário