OGIVA NUCLEAR

quarta-feira, 18 de maio de 2016

          NA DEMOCRACIA  SÓ EXISTE SOLUÇÕES RELATIVAS
 
É necessário lembrar a equipa de Domingos Simões Pereira, que é só na religião onde uma pessoa tem a resposta simples e definitivas nas questões complexas.
 
Na democracia não xiste nenhuma resposta definitiva. Porque ninguém poderá ter uma resposta definitiva na questão de segurança, emprego, educação…Na democracia só há soluções relativas.

A maioria tem a sua verdade e por outro lado, a oposição tem a sua. E cada uma das verdades e relativa onde a necessidade do debate para confrontar estas duas ideias e deixar a opinião ou seja o povo arbitrar durante as eleições.

Na democracia o diálogo e um factor principal enquanto que a ditadura e o silêncio total. Sim, o diálogo politico é oportuno, necessário e imperativo. Mas Porquê? Sobre o quê e para que fins ? 
Seria  tempo de lhes dizer de uma maneira  Alta, lucido e consequente. Porquê ? Em razão dos desafios da complexidades da situação socio economica do nosso país. 

O diálogo entre o Presidente e sua oposição não deve ser un evento, mas sim uma realidade porque é normal que sobre a questão nacional que o presidente informa a sua oposição.

O diálogo é já institucional. Assembleia Nacional e a instituição que incarna o diálogo, é preciso que os homens politicos se comportem como ( gentlemen) e deixem de insultar uns aos outros. 

Um ser humano necessita de dois pulmões para respirar. A democracia  também tem dois pulmões a saber : o poder e a oposiçao.

Tendo em conta que a alternancia é a respiração da democracia,  é necessário que a oposição desempenhe o seu papel na divisão do trabalho politico.
Neste contexto, é necessário que o poder e a oposição se considerem como parceiro dentro do mesmo jogo democratico onde o outro não pode fazer nada sem outro. Isto é, a classe politica guineense, a sociedade civil assim como  os próprios filhos de terra devem trabalhar de mãos dadas para o bem estar do povo de Amílcar cabral. Acabar com o subjectivismo e pôr a frente os interesses superiores da nossa querida Guiné-Bissau.
Viva Amilcar Cabral

Sem comentários:

Enviar um comentário