OGIVA NUCLEAR

terça-feira, 1 de maio de 2018

Serifo Embalo, ministro de energia e dos recursos naturais, tem toda razao do mundo. 

O novo Secretário de Estado da Energia, um novato, apresenta-se e pretende desavergonhadamente ocupar o Gabinete do Ministro, e ainda considera uma afronta, ser-lhe diplomaticamente recusada tal possibilidade? Na orgânica deste governo, basta consultar a alínea f) do artigo 2º do decreto presidencial nº 8/2018, para ler: "A Secretaria de Estado da Energia funciona na dependência do Ministério da Energia, Indústria e Recursos Naturais."


Esta provocação coloca em evidência que o referido Secretário de Estado está não apenas a quebrar a solidariedade institucional, a faltar ao respeito devido ao seu superior hierárquico, como ainda a tentar inverter as respectivas posições, promovendo a anarquia.
 Esta atitude inqualificável, levada a público com a clara intenção de prejudicar a imagem do Ministro Florentino Mendes Pereira, insere-se numa insidiosa campanha visando a decapitação do Secretário Nacional do PRS.


Ninguém tem dúvidas quanto ao instigador desta campanha de carácter pessoal: Domingos Simões Pereira só tem medo de um concorrente e quer colocá-lo fora de competição na secretaria. Entre os Pereiras, sabe que o povo não hesitaria. 

Já Domingos não hesita em recorrer aos mais aberrantes expedientes para conseguir os seus maquiavélicos intentos, como prova mais esta inventona. Um Secretário de Estado é um simples coadjuvante e em certos países, como Portugal, é proposto pelo próprio Ministro.

O Secretário de Estado está a desperdiçar a sua energia numa estúpida tentativa de usurpação condenada a um triste fracasso. 

Sem comentários:

Enviar um comentário