OGIVA NUCLEAR

segunda-feira, 1 de agosto de 2016


ULTIMA HORA
Justiça Guineense prestou mais um bom serviço á republica..., mas pena ku bandidos e catchuriss suma NDINHO fica fora, enfim.
A condução do condenado que nem deputado deveria ser em situação normal, para o centro prisional de Bafata para cumprimento de PENA de 8 anos de prisão efetiva peca por tardia.
Gabriel SÒ, Padrinho de Casamento de Domingos Simões Pereira na ODESSA, uma cidade da UKRANIA, antiga União Soviética, que fora condenado antes de ser eleito deputado, mas a proteção de afilhado fez com que o processo de cumprimento de pena arrastou esse tempo todo.
Cada vez que a comissão de ética e a mesa da ANP reúne para decidir sobre o “levantamento da imunidade” que já não existia por força da LEI, Domingos Simões Pereira bloqueava.
Entretanto a luz da lei Guineense Gabriel So, deixou de ser deputado e, a sua condução para a Bafata é apenas uma diligência da justiça que peca por tardia.
Augusto Mario, os membros associados da Liga Guineense dos Direitos Humanos têm uma grande oportunidade para mudar da liderança da organização e dar um grande credito aquela coletividade que no passado lutou pela afirmação da democracia e contra a impunidade e, agora está a fazer totalmente ao contrário, só pelo facto que o seu líder ser advogado de uma pessoa condenada por força da lei, aqui está grande conflito de interesse.
Como é que é possível a Liga atacar uma instituição como os tribunais, só pelo facto de um condenado ser conduzido para cumprir pena? Será a liga mudou dos objetivos? Defender os bandidos ou lutar contra a impunidade? POM SECU KA RACADU PA MIS DI MAIO

Sem comentários:

Enviar um comentário