OGIVA NUCLEAR

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA ORANGE NA GUINE BISSAU DESESPERADOS E NUMA SITUAÇÃO HUMILHANTE E SEM COMPARAÇÃO SALARIAL COM A MTN.
OS MESMOS PEDEM AO JOMAV- PRESIDENTE DA REPUBLICA, FIDELIS FORBES- SEC. ESTADO DOS TRANSPORTES E AO BACIRO DJA- PRIMEIRO MINISTRO PARA QUE PRESTEM ATENCAO NO QUE SE PASSA EM BISSAU REFERENTE A ESTA EMPRESA.

Boa Tarde Irmao Doka,

Primeiramente gostaria de te felicitar pelo belo trabalho que vem desenpenhando em prol da nossa Amada Guiné Bissau e ao seu Povo.
Meus Parabens e continue a Luta, precisamos de VERDADE!!

Uma empresa de Telecomunicações que rende Bilhoes, e paga aos seus funcionarios salarios humilhantes, que nao se compara com a concorrencia (MTN), (ex: um condutor na MTN recebe salario melhor do que um Engenheiro na Orange Bissau).

Regalias, Bons Salarios, Viagens, Accões, escolas para os filhos, ferias, habitação... isso tudo é uma realidade dentro do Grupo Sonatel, grupo este, que a Orange Bissau faz parte. Mas somente os expatriados (Senegales) é que usufruem destes beneficios.

Nos os Quadros Bissau Guineenses, Jovens, Homens e Mulheres, Pais e Mães de Familia estamos a pedir SOCORRO!! Esse situação não pode continuar assim.

Irmão pra teres uma idéia, somente uma Quarta-Feira de TICO-TICO à Orange Bissau factura entre 300 milhões à 400 milhoes de Francos CFA's.

Salario de um Quadro na Orange Bissau gira em torno de 350.000xof.

Estamos a sofrer irmão!

Iremos à GREVE GERAL apartir do dia 09 de Agosto!!

Ajude-nos a mudar essa situação, os nossos Governantes ja estão informados (como podes ver na carta em anexo enderessada ao Primeiro Ministro Sr Dr Baciro DJA).

Exmo. Senhor
Dr. José Mario Vaz
Presidente da Republica
Bissau
Bissau 11 de Julho de 2016

Assunto: Informação das Condições dos Trabalhadores da Orange-Bissau.

Excelentíssimo,
O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Orange-Bissau - SINTOB, em quanto entidade que respresenta e defende os interesses dos trabalhadores, vem através desta informar o seguinte:

1. Orange-Bissau começou suas atividades em 2007 como empresa operadora de Telecomunicações, na altura duas empresas de Redes Móves operavam no mercado da Guiné-Bissau;
2. Apesar das condições salariais “humilhantes”, os funcionários acreditaram que era necessário fazer afirmar a empresa;
3. Em menos de sete (7) anos, a Orange-Bissau tornou na empresa mais concorrida pelos consumidores de serviços de telefonia móvel e Internet, em várias ocasiões o Grupo Sonatel SA felicitou os esforços e a dedicação dos trabalhadores da Orange-Bissau;
4. Em 2012, na tentativa de fazer ouvir a voz e a situação deplorável de Trabalhores, criamos  o Sindicato que denominamos de “Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Orange-Bissau” que apesar de várias tentativas de alerta sobre as condições sociais dos funcionários da Orange-Bissau,  a actual Direção Geral nem se quer zelou pela melhoria das condições de trabalho dos seus funcionários;
5. Hoje não há segredo na Guiné-Bissau de que os funcionários das telecomunicaçãoes mal pagos pertencem à empresa Orange-Bissau;
6. Em várias ocasiões e de forma reteirada o actual Director Geral tem insistido em  afirmar que os funcionários da Orange-Bissau são bem pagos, escondendo assim a verdadeira situação;
7. A Orange Bissau faz parte do Grupo Sonatel SA que ingloba igualmente Orange-Sénégal, Orange-Mali e  Orange Guiné-Conakri. As  regras, os procedimentos de trabalho, as vantagens e os benefícios são iguais para todos. Entretanto, nós os trabalhadores da Orange-Bissau sempre fomos excluídos de todas as regalias através de uma política de exclusão e marginalização da actual Direção Geral Orange-Bissau.

Excelentissimo Presidente da Republica, endereçamos lhe esta carta no momento em que nós trabalhadores da Orange-Bissau estamos a ser “EXPLORADOS, ROUBADOS e MARGINALIZADOS” de forma injusta e injustificavél pela actual Direcção Geral da Orange-Bissau;

Excelentissimo Presidente da Republica, estamos concientes de que cabe ao Sindicato reveindicar com base em seus direitos para a resolução de toda esta situação, mas também reconhecemos o papel das autoridades em proteger e promover emprego decente e  justiça laboral.
Excelentissimo Presidente da Republica, os funcionários desta empresa estão cansados dessa situação de autêntica “escravatura” promovida pela actual Direcção da empresa.

Para melhores esclerecimentos sobre a situação acima descrita, a Direção do SINTOB, mostra-se disponível para uma eventual audiência com Sua Excelência.
Na expectativa de um bom acolhimento, o SINTOB reitera-lhe os votos da sua elevada estima e consideração


Atentamente,
Presidente do SINTOB.

Bian KABI





Sem comentários:

Enviar um comentário