OGIVA NUCLEAR

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DOKA INTERNACIONAL VOLTA AGRADECER POR MAIS UM POST LINDO VINDO DO BLOG DITADURA DO PROGRESSO.
OBRIGADO PELA SOLIDARIEDADE E PELA FORMA DE ANALISE.

FONTE- DITADURA DO PROGRESSO.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

A QUEM COMPETE ACCIONAR OS MECANISMOS DE DEPURAÇÃO OU SANEAMENTO DE MAGISTRADOS LIGEIROS E MENOS RESPONSÁVEIS PARA NÃO DIZER CORRUPTOS? COMO SE RECRUTAM OS JUIZES E COMO SÃO AVALIADOS OU SEGUIDOS? QUAL O PAPEL DA INSPECÇÃO JUDICIAL OU DO GABINETE DE LUTA CONTRA CORRUPÇÃO NA MATERIA DE SANEAMENTO DE MAGISTRADOS, CUJOS COMPORTAMENTOS INDICIAM CORRUPÇÃO? QUEM GARANTE O CUMPRIMENTO DE CÓDIGO DEONTOLÓGICO POR PARTE DE JUÍZES? QUEM OS FISCALIZA?

Que premissas ou pressupostos para levar os Juízes GUINEENSES a ajuizar e decidirem, unicamente, segundo as Leis e suas consciências? 
Até quando os guineenses vão ter de sofrer com as decisões impensado, poucos felizes, imerecidas ou ligeiras de certos magistrados judiciais ou do ministério publico ?  

Quem e como accionar a fiscalização dos actos judiciais menos justas e ou pouco transparentes?

Porque é que certos magistrados pensam eles que estão acima das Leis e que podem decidir futuro ou vida da gente de livre arbítrio?

Quem pensam eles que são? Não são humanos? Não têm vida familiar, a ponto de ignorarem quem as têm?

Qual a defesa ou garantia dos cidadãos que enfrentam justiça?! Estão, na sua maioria, sujeitos ao capricho dos Juízes e dependentes de humor ou disposição destes?

Qual o limite, ou quem limita certos Juízes, que se enveredam por vias pouco transparentes e discricionário? Todos os servidores públicos ou categorias profissionais obedecem a certas normas ou regulamentos. Será que os juizes menos incautos, os parciais e tendenciosos não estão sujeitos a estas normas? São eles totalmente independentes  a ponto de decidirem pela vida do cidadão e condicionamento de suas liberdades a bel-prazer e sem consequências?

Quem, que estruturas e como parar um Juiz que falhe ou adie suas responsabilidades e que cometam ilegalidades, abusos ou injustiças? 

As inúmeras denuncias e lamentações das actuações de magistrados Gabriel Djedjo e Mario Ialá, que actuaram no "julgamento" de DOKA INTERNACIONAL DENUNCIANTE não são passíveis de averiguações e tirada de consequências em caso de comprovada violações ou omissões?

Convido a todos para uma profunda reflexão neste dia dos Mártires da Luta de Libertação Nacional.

Sem comentários:

Enviar um comentário