terça-feira, 14 de março de 2017

Numa marcha organizada em Lisboa pelos ditos "inconformados" que teve um pouco menos de 15 participantes, na voz da Jamila Gomes (filha do Liberato e de Francisca Pereira), fizeram-se acusações graves e infundadas contra a pessoa do Chefe de Estado guineense. Para ser mais directo, Jamila disse que o Presidente JOMAV é traficante de droga!!!

Nós sabemos que esta tese frustrante é mandatada pelo mentiroso Domingos Simões Pereira (DSP). Aliás, foi o DSP quem tristemente lançou essa tese durante a sua passagem por Cabo Verde. Mas, ao contrário de DSP (que goza de imunidade parlamentar), Jamila Gomes deve saber que não é nenhuma Deputada de Nação e não goza de nenhuma imunidade.

Portanto, aqui fica o aviso: Jamila vai ter que provar o que disse naquela marcha vergonha de meia dúzia de lisboetas-guineenses. Acabou o tempo de abrir a boca para sair muitas merdas. 
Aqui está um caso para o Ministério Público e logo que regresse, Jamila deve ser obrigado a provar aquilo que disse.

Desta vez, nem o Presidente JOMAV poderá impedir que o PGR faça o seu trabalho.
Desta vez, nem ser uma filha de uma ex-combatente poderá impedir que a justiça se faça em base de verdade.
Chega de calúnias falsas contra o nosso país e contra as nossas figuras de Estado.

Sem comentários:

Enviar um comentário