OGIVA NUCLEAR

terça-feira, 21 de março de 2017

AONDE ESTA ELA??? A MILOCAS PEREIRA???
CRIMES DE SANGUE SÃO COISAS QUE JAMAIS PODERÃO SER ESQUECIDOS POR DOKA INTERNACIONAL.

O seu desaparecimento tinha motivações politicas, já que Milocas Pereira era frequentemente convidada pela imprensa angolana a comentar as crises político-militares na Guiné Bissau, sobretudo aquando do golpe de Estado contra o governo de Carlos Gomes Júnior (12 de abril de 2012). Golpe que culminou com a retirada das tropas da MISSANG (Missão militar angolana na Guiné-Bissau).

Um mês antes do seu misterioso desaparecimento, a jornalista que lecionava jornalismo na Universidade Independente de Angola, foi agredida por desconhecidos e, na sequência dessa agressão, teria manifestado a algumas pessoas que lhe são próximas a sua intenção de deixar Angola, país onde tinha fixado residência desde 2004.

Muitos se interrogam se Milocas Pereira teria sido vítima dos serviços secretos externos da Guiné Bissau, ou então, se terá sido vítima das autoridades angolanas em virtude de eventualmente ter proferido alguma declaração que tenha "aborrecido" o regime de Luanda.

Polícia angolana não se pronuncia


A última vez que se recebeu informação, foi em 2014, quando surgiram rumores do aparecimento de alguns cadáveres de cidadãos da Guiné-Bissau numa das cadeias de Luanda. Teresa Pereira, irmã de Milocas diz que pressionou para fazer o reconhecimento do corpo, mas os investigadores da Policia Nacional negaram-lhe o pedido.

Sem comentários:

Enviar um comentário