OGIVA NUCLEAR

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

O GENERAL UMARO SISSOCO, LIDER DO GOVERNO GUINEENSE, NO SEU MAIS ALTO NIVEL NUM AMBIENTE COM OS DEMAIS CHEFES DE ESTADO.
AQUI ESTÃO AS IMAGENS.

















BOMBA…, BOMBA…, 
AUTENTICA BOMBA NDINHO VOLTA A ESTAR NO FOGO CRUZADO.


FIQUEM ATENTOS PORQUE VEM CHUMBO GROSSO CONTRA NDINHO.  ESTE GAJO TEM QUE SER PRESO. CUSTE O QUE CUSTAR.
VEM MAIS DOCUMENTOS CONTRA ESTE BANDIDO.
O BLOG GUINE PURO ESCREVEU ISTO

GUINE PURO FOTOGRAFOU DOKA NA TOKA TOKA

O blogger Denilson Ferreira foi fotografado disfarcadamente por um colaborador do GP onyem a noite. O facto aconteceu na estrada que liga safim/BISSAU. O blogger saiu da residencia da mae que mora nessa zona e como nao tem transporte pessoal, entrou num toka toka. O nosso paparazzi simulou pedir uma foto e arrancou a mesma.
Licao de moral: homem que ataca tudo e todos anda num toca toca

OBS- 
DOKA INTERNACIONAL VAI VOS DAR UMA AJUDA.

Andar de TOCA TOCA nunca foi vergonha. Pelo contrario, se não tenho..., penso que não vou roubar.
Djitu ka ten..., mas como vos disse deixa me ajudar- vos porque não vou morrer por isso..., apenas tinha sim ido visitar a minha mãe.
Algum Problema???
Mas o culpado de tudo isto vai ser sempre o projecto, porque eu fui usado, e descartado.  Mas sigo vivendo, penso eu




A verdade que poucos sabem, aliás apenas 3 pessoas o sabem.
Marcos Galina é inocente,  nunca teve nada com a invasão a privacidade do email de DSP,  fecho do blog ditadura do consenso e do progresso Nacional. 
Marcos Galina está fora disso.  E eu DOKA INTERNACIONAL não tenho interesse em defende- lo.  Não tem capacidade para isso e eu sei do que estou falando. 
Acreditem. 
Ninguém pode ser refém de alguém. Os cofres do estado devem de servir sempre aos interesses do povo. E cada ser humano sim, deve ter a honra  e orgulho de ser refém da sua palavra e não tentar mentir e enganar a quem sabe que não pode. 

As pedras devem de ser colocadas como deve ser e não na base de proximidade familiar ou amiguismo.

Analisar, ver e saber da capacidade intelecto da pessoa antes de qualquer nomeação. 
Vamos apostar na verdade e transparência, porque no caminho em que estamos,  chama- se o caminho da perdição. 

Estamos desprotegidos,  vulneráveis e sem confiança entre  elementos deste projecto.   Existe um grande mal estar entre os mesmos. Aqueles que se empenharam nesta luta e que hoje foram esquecidos e desprezados. 

UMARO SISSOKO está numa batalha infernal em defesa desta causa e dos interesses soberanos procurando consenso e reconciliação entre todos. 
SISSOKO prometeu uma saída airosa para ambas as partes para que ninguém sinta lesado e está cumprindo com a sua palavra. 

Jomav, apostou na transparência e na verdade,  apostou na liberdade e na paz, no entanto,  este homem pouco pode fazer,  porque está mal rodeado e todos os que dele se aproxima, apenas lhe vão bajular ou dizer coisas que ele queira ouvir e não aquilo que tem que ser dito ou feito. 

São estes os aspectos que estão dificultando o presidir de JOMAV.  Pessoas não capacitadas e sem conhecimento político.  Mas Jomav sim, é algo que podia resultar em muita coisa boa. Se houvesse limpeza. 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

ESTAMOS A TRABALHAR MAL E PORCAMENTE. AS COISAS ESTÃO INDO EM DIRECÇÃO ERRADA. 

CONTORNEM, FAÇAM ALGO, BASTA QUERER, PORQUE NUNCA..., A PALAVRA NUNCA, DEVE EXISTIR.  

ESTAMOS MAL, EXISTEM PESSOAS PREJUDICANDO TODO O PROCESSO E PROJECTO. 

OLHEM EM VOLTA, AO REDOR, EXISTEM GENTE QUE QUEREM TRABALHAR E NÃO SÃO DEIXADOS.  

O DOKA INTERNACIONAL NÃO ESTA CONTRA NINGUÉM. 

MAS EU SOU A VOZ DA VERDADE, E SEMPRE DISSE QUE SERIA O PRIMEIRO A CRITICAR QUANDO AS COISAS ESTIVESSEM A IR MAL. E ESTA INDO. 

EU NÃO ESTOU AQUI PARA BAJULAR OU SENTIR VERGONHA DESTE OU DAQUELE..., PORQUE NINGUÉM O SENTIU POR MIM.

ATE AQUI, E NESTE MOMENTO, APENAS VOU RESPEITAR A JOMAV, AO JOMAV E NINGUÉM MAIS. NESTE PRÓXIMO VIDEO SABERÃO AS RAZOES, MANTENHAM CALMOS. PORQUE ESTA EXISTINDO MUITA MENTIRA.  

NA MINHA OPINIÃO, JOMAV ESTA INDO BEM, SÓ QUE ESTA , COMO SE ESTIVESSE REFÉM DE ALGO OU DE ALGUÉM..., MAS AS SUAS INICIATIVAS, SINTO QUE SÃO BOAS E TEEM SENTIDO E FUNDAMENTO, VISTO QUE TEM SOLIDEZ.

SISSOKO, ACHO QUE ESTA PROGREDINDO A CADA DIA QUE PASSA, E MOSTRANDO INTERESSE E CAPACIDADE NESTE PROCESSO COMO LIDER DE UM GOVERNO.., IMPOS RESPEITO E RIGOR, MAS ALGUMAS PEDRAS TERIAM QUE SER RETIRADAS. VAMOS TENTAR CONFIAR NELE, PORQUE POR ENQUANTO, O BARCO ESTA INDO NUM BOM VAPOR.

AGORA ESCUTEM ESTA PEQUENA HISTORIA.

ACONTECEU, AFINAL DOKA INTERNACIONAL NÃO FOI O ÚNICO. A HISTORIA VOLTOU A SE REPETIR MAS DA FORMA DIFERENTE.

NO PASSADO SABADO A NOITE, ESTIVE NO LEDGER HOTEL…,  E DALI, UM POUCO DEPOIS ESTIVE NO AEOROPORTO.  EM TODO ESSE PERCURSO, FALEI COM ALGUNS JOGADORES QUE REPRESENTARAM E LEVARAM O NOME DA GUINE BISSAU AO MAIS ALTO NIVÉL…., E COMO ELES, NENHUM MAIS.

NA NOSSA CONVERSA QUE DUROU MUITO TEMPO, A DÔR ERA GRANDE E A TRISTEZA ERA BEM PATENTE.

ALGUNS DELES, FORAM PARA O AEROPORTO DE TAXI…, DE TAXI E ALGUNS DE  CARRO DE AMIGOS.
DE UMA FORMA UNANIME, DISSERAM- ME:
DOKA, NÓ STA CU BÓ…, É DJINTISS KA BALI.

EU DOKA INTERNACIONAL LHES RESPONDI:


BEM VINDOS AO CLUBE, PORQUE MAIS VALE 

ADORMECER E ACORDAR LOGO PARA QUE 

NAO PASSES DA PARAGEM EM QUE DEVIAS 

DESCER.
Muito dinheiro está sendo levantado sem justificativos. Alguém está sendo prejudicado. 
Ministério público em conjunto com a PJ tem que fazer algo.
Existe muita confiança por parte dos que levantam.
Dinheiro Sta na cumedu. 
De mal a pior.  Cada dia que passa,  adesão do número de pessoas descontentes vai aumentando. 
Estamos em queda livre. Algo tem que ser feito. Este projecto afundou-se, naufragou. 
Estamos sendo desarmados aos poucos.  Não temos atacantes e defesa muito menos. 
O certificado de incompetência está neste lado. Faltam- nos verdade, seriedade e responsabilidade. 
Muitas mentiras em todo este processo. 
CONBERSA.... I SUMA FIDJU DE BACA.  SI BU LARGAL SON... BA DI SI MAMÉ KI TÁ VAI.

sábado, 28 de janeiro de 2017

ESTE ARTIGO NAO FOI DA MINHA AUTORIA..., MAS SIM ENVIADO E DEPOIS DE SER PAGO 300 MIL XOF FOI PUBLICADO. RECORDAR A PESSOA QUE AINDA FALTAM 25 MIL XOF.  RECEBI APENAS 275 MIL.
PORTANTO AS PORTAS ABERTAS PARA TODOS, DINHEIRO NA MAO E CU NO CHAO..., COMO DIZEM OS PORTUGUESES.
AGORA APENAS PENSAR NOS MEUS FILHOS, ESPOSA E MAE.

O PAIGC E OS DESAFIOS DA DEMOCRACIA - 1
(OLIVAIS/ SISSOCO)

Muito se tem falado e muita tinta se fez correr nos últimos tempos, na desesperada tentativa de decifrar as razões que levaram a nomeação de Úmaro Sissoko ao cargo de Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, em detrimento do Dr. Augusto Olivais (preferido pelo PAIGC e pelas pequenas Formações Políticas que o apoiam) e não me restam alternativas, senão a de participar no debate público que para o efeito se instaurou e tentar, na medida do possível, acalentar os ânimos, esclarecendo os seus contornos.

Considerei a pertinência de me envolver neste debate, pelo simples facto de concluir que a maioria das opiniões trazidas ao público, sobre o “Acordo de Conakry”, a “Nomeação de um novo Primeiro-ministro para chefiar o Governo Inclusivo” e o papel de Sua Ex.ª, o Sr. Presidente da República em todo esse processo, carece de objectividade, em virtude da escassez de informações e esclarecimentos por parte das autoridades nacionais, que na verdade, não se preocupam em manter o nosso povo informado sobre as questões mais relevantes da vida nacional, criando por conseguinte um solo fértil para todo o tipo de especulações possíveis (ingénuas, mal-intencionadas, oportunistas, inclusive irresponsáveis, susceptíveis de pôr em perigo a segurança do Estado e a estabilidade nacional).

Forjado no culto da violência, da impunidade e da ausência da imprescindível selectividade, resultantes das prementes necessidades e exigências impostas pela guerra, o PAIGC nunca conseguiu libertar-se da âncora de Movimento de Libertação Nacional para se afirmar como um Partido de facto (uma organização política sólida, cujos membros partilham a mesma ideologia, os mesmos objectivos políticos, a mesma visão global, referente ao modelo de construção socioeconómica da sociedade, etc., ainda que divergentes do ponto de vista estratégico da sua materialização).

No PAIGC, os Congressos (reuniões magnas que visam congregar e consolidar esforços com vista a realização de objectivos previamente preconizados), adquirem um significado oposto, definindo-se como o principal factor de fragmentação, reflectindo as nefastas práticas omnipresentes nos procedimentos que conduzem à sua realização (falta de transparência, de honestidade e de imparcialidade, mas sobretudo de patriotismo e de responsabilidade política perante a Nação, que infelizmente e por razões óbvias, é chamada à assumir a factura das suas consequências).

Por outras palavras, a manifesta tendência de definir e forçar vencedores antecipados nos Congressos, obedecendo as conveniências e os interesses da cúpula dirigente do Partido, em detrimento de candidatos melhor posicionados e apoiados pela maioria esmagadora dos Militantes e dos delegados presentes neste fórum, têm estado na base das decepções, desilusões e descontentamentos manifestamente declarados, que transferem toda a magnitude dos antagonismos para o período pós-Congresso, fazendo com que cada Congresso se transforme num prelúdio para a realização de um novo Congresso Extraordinário (visando a reposição da justiça).

Hoje, o grande Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde está enfermo, fragmentado, muito debilitado, desnorteado e à deriva, em virtude do permanente reacender das clivagens internas, resultantes de divergências recalcadas e adiadas, do inconformismo e do descontentamento, reflectindo as consequências de questões mal resolvidas no passado e que se manifestam sobretudo na hora de partilhar o Poder, quando, infelizmente, os atritos internos no Partido saltam para a ribalta da cena política guineense, arrastando na sua fúria toda a sociedade, cuja maioria esmagadora se identifica com o passado glorioso do partido de Amílcar Lopes Cabral. Resta saber até que ponto o PAIGC conseguirá, de mais este jogo de inclusões e exclusões de Militantes e Responsáveis Partidários, tão antigo como a própria história da sua existência, refazer-se da conflitualidade interna, ressentimentos e desconfianças que corroem as suas fileiras e afirmar-se como um Partido de novo tipo, recuperando o seu prestígio de outrora, assumindo as suas responsabilidades e o lugar de honra que lhe é reservado por excelência, na história universal que ajudou a escrever.

O turbulento período de transição que precedeu a sua realização, associado à faixa etária e à enorme ambição dos Candidatos (reflectida nos seus Programas) que propunham liderar o PAIGC e conduzir os destinos do País, faziam do Congresso de Cacheu “O Congresso da Esperança Nacional”, que por ideia (independentemente de quem nele saísse vencedor), devia constituir o ponto de partida para a resolução dos crónicos problemas geradores da famigerada instabilidade e desassossego que teimam em perseguir o nosso povo na sua penosa caminhada para o progresso socioeconómico do País e o bem-estar das futuras gerações.
Saindo vencedor neste Congresso, graças a coligação com mais oito Candidatos (reunidos na designada “PLATAFORMA”, idealizada por Aristides Ocante Silva), o Eng.º Domingos Simões Pereira deitou tudo a perder, fazendo desse Congresso mais um fiasco à adicionar à tantos outros a que já estamos habituados ao longo dos últimos 43 anos. E que, contrariamente as expectativas, contribuiu ainda mais para o agravar duma situação sociopolítica já por si insustentável.

Injustificadamente movido pelo ódio e pelo rancor, Domingos Simões Pereira foi progressivamente cometendo os erros que passo a descrever e em consequência dos quais nos encontramos na actual situação de impasse constitucional:

Constituição da lista do Comité Central – na constituição da lista dos Membros do Comité Central, rejeitando o princípio da proporcionalidade sempre presente nesta circunstância, o Eng.º Domingos Simões Pereira fez questão de excluir a maioria esmagadora dos Militantes e Dirigentes do PAIGC afectos ao Projecto do Candidato Braima Camará, pautando pelo princípio de fidelidade absoluta ao Presidente do Partido, em detrimento da habitual fidelidade aos Princípios do Partido e aos seus Estatutos. Domingos Simões Pereira precisava da actual composição do Comité Central (DO SIM SENHOR!), para estabelecer controlo absoluto no Partido, no Governo e porque não, no próprio Estado (se conseguisse eleger um Presidente da República de sua conveniência);    

Formação do Governo – No processo da Formação do Governo, para vedar a inclusão dos elementos afectos ao Projecto de Braima Camará, não hesitou em incluir nele o PRS e demais Partidos de oposição, ignorando inclusive o seu famigerado princípio de partilha da visão estratégica, como condição “Sine Qua Non” para integrar o seu Governo (não acredito que o PRS, PUSD, PCD ou mesmo o PND, foram incluídos no Governo do PAIGC porque partilhavam a mesma visão estratégica do Presidente do PAIGC e então Primeiro-Ministro, Eng.º Domingos Simões Pereira), mas sim por sua conveniência pessoal, fazendo com que o prometido “Governo de Excelência” se traduzisse num Governo de Fracasso Nacional.

Correlação de forças na Assembleia Nacional - Revoltados com a situação que se instalou tanto no Partido como no Governo depois do Congresso, os Deputados afectos ao Projecto “Por Uma Liderança Inclusiva e Democrática”, liderado por Braima Camará foram votando consequentemente contra todas as iniciativas parlamentares do Governo, mas sem quaisquer efeitos práticos, na medida em que este contava com o apoio incondicional dos 41 Deputados do PRS, 2 Deputados dos outros Partidos, que adicionados aos fiéis do próprio PAIGC, totalizavam 87, num universo de 102. Por outras palavras, o Presidente do PAIGC sabia da existência de um grupo de Deputados do seu Partido que não apoiavam o seu Governo, mas como os números falavam por si, decidiu simplesmente ignorá-los, em vez de apelar e promover o diálogo interno que permitiria ao PAIGC governar sozinho e tranquilamente, com base na maioria absoluta alcançada nas Eleições Legislativas;

A Expulsão de Deputados - mesmo quando o PRS se posicionou a favor da queda do seu Governo e da projecção de Baciro Djá às funções de Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira mostrou-se incapaz de reunir a família do PAIGC, reconhecer os erros derivados das suas decisões, arrepiar caminho e adoptar uma nova atitude, perante as evidências que mostravam claramente que a solução do problema passava pela via do diálogo interno.  

Muito pelo contrário, para DSP, estrategicamente, a expulsão de Braima Camará tinha um significado muito especial, porque lhe permitia livrar-se dum concorrente de peso na corrida à liderança do PAIGC no próximo Congresso, pelo que era uma decisão cabal e irreversível. Entretanto, por força da circunstância, movido por conveniências pessoais e partidárias, admitiu a hipótese da sua revisão, incluindo-o na Ordem do Dia das temáticas a debater em Conakry, onde a questão da maioria parlamentar adquiria uma relevância transcendente, na medida em que estava em jogo a disputa pelo Poder, que, como é do conhecimento geral, na democracia, é determinada essencialmente por números, ou seja pela quantidade e não pela qualidade dos votos.

Numa situação tão delicada como esta, o Presidente do PAIGC não teve outra alternativa, senão abrir as mãos e admitir a hipótese de reintegração dos 15 Deputados expulsos do PAIGC, que adicionados aos 44 fieis, lhe permitiam falar em nome da maioria parlamentar e fazer valer as suas exigências, no concernente a escolha e nomeação daquele que considera figura de sua confiança pessoal e que melhor serve os interesses do seu Partido – o Dr. Augusto Olivais (Membro do Bureau Político do PAIGC).

O Dr. Augusto Olivais foi de facto a figura do Consenso. Ou seja, a opção dos que representavam a maioria parlamentar da Guiné-Bissau reunida em Conakry, na busca de soluções consistentes para a crise institucional que assola o nosso País. A referida maioria era representada pelo PAIGC (42+15=57) +PUSD (1) +PCD (1), perfazendo um total de 59 Deputados, (maioria absolutíssima), num universo de 102 Deputados eleitos. Convêm esclarecer que o Partido da Renovação Social (PRS) (com 41 Deputados), nunca se reviu nessa opção, preferindo apostar em Umaro Sissoco para Chefiar o Governo de Inclusão.

Uma vez abortado o Processo de reintegração dos 15 no PAIGC, a balança passou a pender a favor da “Nova Maioria” (PRS+15=56), factor determinante para que o Presidente da República optasse pela nomeação de Umaro Sissoco, em detrimento do Dr. Augusto Olivais, cujo Programa dificilmente teria hipóteses de ser aprovado pela Maioria Parlamentar.

Hoje o PAIGC reclama a observância dos procedimentos constitucionais que determinam a existência ou não da maioria imprescindível para aprovar o Programa do Governo. Por outras palavras, o Dr. Augusto Olivais devia ser empossado e o seu Programa submetido à apreciação, discussão e aprovação da Assembleia (uma perda de tempo tendo em conta os números). Convêm recordarmos que, depois da queda do Governo do Eng.º Carlos Correia, o Presidente da República convidou o PAIGC à apresentar um novo candidato ao cargo de Primeiro-Ministro, mas em virtude da correlação de forças na ANP (a crónica questão dos números), a própria Direcção do Partido declinou o convite (absteve-se de designar qualquer candidato) na medida em que, detendo a minoria parlamentar, reconheceu a impossibilidade do seu candidato ser viabilizado pela maioria composta pelo PRS (41 Deputados) + (15).  

NOTA IMPORTANTE: O Presidente do PAIGC reconhece que, em virtude da expulsão dos Deputados do seu Partido, deixou de ter condições moral, juridico e constitucional para exigir e muito menos exercer o Poder. Entretanto, num gesto de má fé, fazendo jus duma hipocrisia sem precedente na nossa história, continua a prejudicar o País, baralhando os espíritos menos esclarecidos, fazendo do acordo de Conakry o “Cavalo de Tróia”, para bloquear todas as iniciativas do Presidente da República, tendentes a ultrapassar a crise e dar uma resposta eficiente aos problemas que preocupam a mente e o coração do nosso povo mártir. E, as vozes que insistem na badalada retórica de entregar o Poder ao PAIGC, enquanto vencedor das últimas eleições, valem o que valem e são movidas essencialmente por interesses pessoais (oportunismo político) ou por desconhecimento da causa – em Portugal, por exemplo, o PSD ganhou as Eleições, mas não está a governar, porque não dispõe duma maioria parlamentar e ninguem teve a ousadia ou simplesmente a vergonhosa iniciativa de bloquear o Pais, perturbando o normal funcionamento da Assembleia Nacional daquele Pais.

UM GRANDE ABRAÇO À TODOS OS GUINEENSES ESPALHADOS PELOS QUATRO CANTOS DO MUNDO.


Bem-haja a Guine-Bissau.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Ao Guiné Puro. 
Se alguém pede para publicar uma nota de esclarecimento,  estão no seu direito ao que toca nos pontos de direito e igualdade. 

Por outro lado; no que toca ao projecto... Eu DOKA Internacional estou fora.

Lundju nan 
Abdu Djaguite 
PCA da ARN.

Reações por parte de amigos a favor de Abdu Djaguite, no que toca a ARN.
Depois de algumas acusações em determinados blogs dando conta que Abdu Djaguite teria levantado 150 milhões de francos cfa. 
Agora é à  vez de amigos próximos reagirem em defesa do seu carácter e idoneidade. 
Os mesmos garantem que Abdu jamais lhe passou isso pela cabeça. E que nunca foi ladrão. 

Mas vão ainda mais longe clarificando de que a data em causa teria sido uma sexta-feira 20 de Janeiro do corrente ano e que por coincidência era um feriado e que nenhuma instituição funcionou nesse dia.

Amigos garantem que tudo é mentira e total especulação.  Apenas com o objetivo de denegrir a sua imagem. 
Armando Correia Dias- NDINHO,  morreu e Deus e o Diabo brigam porque nenhum dos dois quer ficar com ele. Sem acordo, pedem a mediadores uma solução, que decidem por uma proposta que se alterne um mês no céu e outro no inferno.

No 1° mês, NDINHO  fica no céu.
Dois dias depois, Deus já não sabe o que fazer, quase fica louco, o bandido do NDINHO bagunça tudo no céu:

- Atrapalha todos os elementos das orações e OS SANTOS FICAM BARALHADOS;
- Dissolve o sistema de assessoria pessoal dos anjos; cria sistemas de avaliação que nunca soube avaliar na terra;

- Tenta formar uma coligação de maioria absoluta, na base da compra de votos para tomar lugar de jesus cristo, filho de DEUS;

- Suborna os arcanjos e os querubins, como fazia na terra com alguns juízes e magistrados do ministério publico;

- Transfere um km quadrado do céu para o inferno e tenta construir um hotel ilegal para ligar os dois…, inferno e céu;

- Propõe a construção de uma pastelaria no ceu para nao pagar aos anjos ali venham a trabalhar;

- Ajuda e envenena a mentalidade de alguns anjos provisórios aos milhares;

- Intervém nas comunicações aos Santos;

- Troca as placas das portas dos anjos e os codigos postais;

- Envia um projeto de lei aos apóstolos para reformar os Dez Mandamentos e amnistiar Lúcifer- diabo;

- Funda o PTC, o “Partido dos Trabalhadores Celestiais”, com estrela azul clarinho e de 4 estrelas.

O céu vira um caos! Um perigo, coisa que ali nunca houve

As pessoas, os anjos não o suportam mais e promovem piquetes e invasões. Deus não vê a hora de chegar o fim do mês para mandá-lo para o inferno…DEUS FORONTA KU NDINHO suma ku guineenses foronta ba kel

Quando NDINHO, finalmente, se vai, Deus respira aliviado. 

Mas lá pelo dia 20, começa a sofrer novamente, pensando que dentro de 10 dias terá que voltar a vê-lo.

No primeiro dia do mês seguinte nada acontece e NDINHO não volta do Inferno.

No 5° dia, ainda sem notícias, Deus estava feliz, mas logo começou a pensar que, tendo passado mais tempo no inferno, NDINHO poderia querer passar dois meses seguidos no Paraíso…

Desesperado com a mera possibilidade, Deus decide ligar para o inferno para perguntar ao diabo o que estava acontecendo. Atende um diabinho e Deus pergunta:

- Por favor, posso falar com o Demónio?


- Qual dos dois? – responde o diabinho – O vermelho com chifres ou o que anda aí COM TANTA MALDADE QUE NEM NÓS MESMO NUNCA TIVEMOS?
QUE NÃO SEJA PERMITIDA A ENTRADA NO PALACIO, PRESIDENCIA DA REPUBLICA, DO ELEMENTO CHAMADO FERNANDO JORGE- MAIS CONHECIDO POR NANJÓ…, ACTUAL ADJUNTO NACIONAL DA POLICIA JUDICIARIA GUINEENSE.

ONTEM FALEI COM O A QUEM DO DIREITO.  ESTE ELEMENTO É UM INDIVIDUO QUE DEVE SER PROIBIDO E AFASTADO DAS PROXIMIDADES DO PALACIO.  

E A CHAMADA DE ATENCAO DE DOKA INTERNACIONAL, ACREDITEM QUE FOI LEVADO EM CONTA.

FERNANDO JORGE- NANJÓ…, FORA DALI.  MAS FORA MESMO.

COMADANTE LINO, NÃO PERMITA A ENTRADA DESTE INDIVIDUO.
 
O AVISO ESTA DADO.  HOJE VOS DAREI TODA A INFORMACAO DESTE HOMEM, MAS TODA MESMO…, QUEM É ELE, O QUE FEZ, O QUE FAZ E O QUE CONTINUA FAZENDO.


NANJÓ, TIRA BU PÉ NA KIL KAU.  SI BU FIANSSA, BAI LA MASS, TENTA. 

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017


Eu Doka Internacional apartir de hoje vou e estou- me valorizando. Quem quiser me mentir e continuar enganando pensando que me esta controlando no que toca a viatura por exemplo, que ponha isto em mente:

BALUR DE IAGU, SON ORA KU FONTE SECU..., e recordar que este Blog, actualmente na Guine Bissau..., hum..., no que toca a visualizações..., i ka pa despreza...., NUMBER ONE. Acreditem!

VIATURA PARA DOKA INTERNACIONAL??? NUNCA MENOS DE 15 MILHÕES DE FRANCOS CFAS. QUE NINGUÉM ME CHAME OU TENTE NEGOCIAR POR MENOS DESSE VALOR.., ALIAS EU DOKA NÃO ME IMPORTO COM A OPINIAO  DE NINGUÉM. APARTIR DE HOJE NAO VOU RESPEITAR OU CONSIDERAR A NINGUEM.  ISTO QUE SIGA EM FRENTE COMO TIVER QUE SEGUIR, PORQUE ESTOU FARTO.  CHEGUEI A BISSAU NO DIA 15 DE JANEIRO E ATE HOJE ESTÃO ME MENTINDO E ENGANANDO. 

Eu Doka Internacional aprendi de que nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer.  Sempre procurei vencer, sempre perocurei estar nos lugares em que me vissem e nunca ser o primeiro, mas estar sempre num dos primeiros, respeitando as regras do jogo, da vida e acima de tudo respeitando os meus adversarios se assim poder dizer.

Sempre fui leal comigo mesmo e com aqueles com quem lido, procurei e procuro sempre dar o meu melhor no que toca a area ou campo em que entro na base de honestidade, frontalidade, e dignidade acima de tudo, porque sei que Uma mentira estraga mil verdades

Fui usado, fui maltratado, ultrajado, desprezado e esquecido por aqueles que acham que nesta vida a ingratidão comanda a vida.
Mas de uma coisa podem ter a certeza, de que o machado esquece, mas a arvore recorda..., e se existe coisa que o Doka Internacional nunca vai esquecer, vai ser o do despreso das pessoas que participaram para que a minha vida e dos meus filhos fosse destruída.

Aconselho a todos os guineenses de que se alguém quiser progredir, não deve repetir a historia..., mas sim fazer uma nova historia. E acreditem que a minha nova historia vai deixar marcas profundas que muita gente se vai recordar para o resto da vida.

Estão existindo levantamentos monetários em diferentes bancos, movimentos gigantescos em duas ou 3 semanas depois das suas nomeacoes???

Alguns podem comer, andar de carro de alta cilindrada e outros morrendo de fome e andando de taxi???  O meu caso, porque eu sou um trouxa.

A politica na Guine Bissau, esta podre e viciada. O sistema esta corrompido, falta a verdade a muita gente, o analfabetismo reina inclusive mesmo dentro daqueles que acham que são capacitados.  Uma batalha não se ganha com homens desarmados, mas sim com capacidade e superioridade bélica..., com homens estrategas, verdadeiros, corajosos, determinados, convictos, frontais, versáteis e com capacidade rápida de reacção.

Eu Doka Internacional sou a figura que mais se prejudicou neste processo, os meus filhos sofreram mais que qualquer outro filho, a minha mae Alima Ferrage foi humilhada publicamente por causa deste projecto.

O que vem, o que esta para vir dentro destes dias, acho que muita gente vai enfiar a cabeca num sitio que nao vao querer sair.

Porque estou vindo com fogo e gasolina.
Apenas vou implorar que haja um bom filho de samaritano que me pague os magazines nas rádios.

Ao contrario dos que me desprezaram, eu Doka não vou desprezar a ninguém e acreditem que cada qual vai receber a sua medida da causa.

Acabaram- se as mentiras, o não atender as chamadas, e muitas outras coisas.




MORREU BITCHOFULA NA FAFE.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

MAIS UMA AÇÃO DO MINISTÉRIO PUBLICO.
O DOKA INTERNACIONAL JÁ TERIA DITO QUE BISSAU IRIA AQUECER LOGO DEPOIS DA QUADRA FESTIVA. POIS BEM, AQUI ESTA UMA DAS MINHAS CHAMADAS DE ATENÇÃO.

O Ministério Público pretende ouvir Domingos Simões Pereira, no próximo dia 02 de Fevereiro, no âmbito do Processo de compra de créditos junto do Banco da União - BDU e do Banco de África Ocidental - BAO, na altura, Primeiro-Ministro.

Por ser Deputado da nação, de acordo com uma fonte bem colocada junto daquela instituição judiciária, o Procurador Geral da República solicitou ainda hoje através de uma carta ao Presidente da Assembleia Nacional Popular, o levantamento de imunidade ao deputado Domingos Simões Pereira.

A instituição dirigida por António Sedja Mam quer ouvir Simões Pereira, na qualidade de testemunha, no processo nº25/2016 do Gabinete de Luta Contra a Corrupção e Delitos Económicos.

A nossa fonte adianta que Sedja Mam, fundamenta o seu pedido no comprimento de todas as formalidades exigidas legalmente para a notificação de um deputado da nação, prevista no artº. 96º/6 do Decreto Lei  Nº5/93, de 13 de Outubro e no artº. nº6º/1 do mesmo diploma.

Para a mesma fonte, em caso de uma resposta favorável dos órgãos internos do hemiciclo guineense, o Deputado Domingos Simões Pereira vai ser ouvido no próximo dia 2 de Fevereiro na sede da própria ANP.

No passado dia 16 de corrente, o Ministério Público através de uma nota do seu Gabinete de Imprensa e Relações Públicas fez saber que Domingos Simões Pereira figura como testemunha entre outros processos, de um suposto desvio de fundos para o pagamento das obras de reparação das embaixadas da Guiné-Bissau na Bélgica e em Portugal e ainda denúncias de envolvimento do Presidente da República nos negócios das pescas, madeira e areias pesadas de Varela;


Fonte: In MºPº
Doka Internacional vai- vos contar a historia da ESPOSA SURDA.  Prestem atenção e procurem entender e perceber o significado, porque este blog apartir de agora vai ser apenas por ENIGMAS.

Um idoso telefonou para o medico a fim de marcar uma consulta para a sua esposa.

O medico lhe perguntou:
Qual o problema da sua esposa???
O idoso lhe respondeu:
Surdes, não ouve quase nada.
E o medico lhe disse:
O sr. vai fazer o seguinte, antes de lhe trazer a mim para a consulta, faça- lhe um teste para o diagnostico.  
E sem ela estar olhando, fique numa determinada distancia e fale em tom normal e chame por ela para ver até que ponto esta o problema dela. Assim quando vierem para a consulta, o sr. me poderá dizer a que distancia estava ela quando lhe conseguiu ouvir.

Bom, o nosso querido e amado idoso, nessa noite enquanto a esposa preparava o jantar, e para dar inicio ao teste de surdes da esposa, o velhote procurou uma certa distancia que para ele ficou mais ao menos a uns 15 metros dela e lhe disse assim, vai ser agora:

Idoso- Hóó Miquelina, o que é que temos para o jantar???
Nenhuma resposta, silêncio. E o velhote ficou assim, estupefacto.
De seguida, aproximou- se a uns 10 metros dela e disse:

Miquelinaaa, o que temos para jantar???
Silencio de novo, para o velho…, e agora desta vez aproximou- se a uma distancia de 5 metros e diz:

Meu bem, o que temos para o jantar, vá lá, diz.
Silencio total para o velho, para o idoso.
Então o idoso acaba por se aproximar mesmo da esposa, abracando-lhe e diz:

Meu amor, querida, o que temos para o jantar???
A esposa lhe responde:
Canja…, poxa a vida, já é a quarta vêz que respondo.

Eu Doka Internacional digo que normalmente a deficiência esta nos outros e não em nós.

Por isso entendemos que para Jesus e para Deus, os surdos não são os doentes auditivos, mas sim para aqueles que não querem ouvir.