OGIVA NUCLEAR

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Ninguém pode ser refém de alguém. Os cofres do estado devem de servir sempre aos interesses do povo. E cada ser humano sim, deve ter a honra  e orgulho de ser refém da sua palavra e não tentar mentir e enganar a quem sabe que não pode. 

As pedras devem de ser colocadas como deve ser e não na base de proximidade familiar ou amiguismo.

Analisar, ver e saber da capacidade intelecto da pessoa antes de qualquer nomeação. 
Vamos apostar na verdade e transparência, porque no caminho em que estamos,  chama- se o caminho da perdição. 

Estamos desprotegidos,  vulneráveis e sem confiança entre  elementos deste projecto.   Existe um grande mal estar entre os mesmos. Aqueles que se empenharam nesta luta e que hoje foram esquecidos e desprezados. 

UMARO SISSOKO está numa batalha infernal em defesa desta causa e dos interesses soberanos procurando consenso e reconciliação entre todos. 
SISSOKO prometeu uma saída airosa para ambas as partes para que ninguém sinta lesado e está cumprindo com a sua palavra. 

Jomav, apostou na transparência e na verdade,  apostou na liberdade e na paz, no entanto,  este homem pouco pode fazer,  porque está mal rodeado e todos os que dele se aproxima, apenas lhe vão bajular ou dizer coisas que ele queira ouvir e não aquilo que tem que ser dito ou feito. 

São estes os aspectos que estão dificultando o presidir de JOMAV.  Pessoas não capacitadas e sem conhecimento político.  Mas Jomav sim, é algo que podia resultar em muita coisa boa. Se houvesse limpeza. 

Sem comentários:

Enviar um comentário