OGIVA NUCLEAR

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

MAIS UMA AÇÃO DO MINISTÉRIO PUBLICO.
O DOKA INTERNACIONAL JÁ TERIA DITO QUE BISSAU IRIA AQUECER LOGO DEPOIS DA QUADRA FESTIVA. POIS BEM, AQUI ESTA UMA DAS MINHAS CHAMADAS DE ATENÇÃO.

O Ministério Público pretende ouvir Domingos Simões Pereira, no próximo dia 02 de Fevereiro, no âmbito do Processo de compra de créditos junto do Banco da União - BDU e do Banco de África Ocidental - BAO, na altura, Primeiro-Ministro.

Por ser Deputado da nação, de acordo com uma fonte bem colocada junto daquela instituição judiciária, o Procurador Geral da República solicitou ainda hoje através de uma carta ao Presidente da Assembleia Nacional Popular, o levantamento de imunidade ao deputado Domingos Simões Pereira.

A instituição dirigida por António Sedja Mam quer ouvir Simões Pereira, na qualidade de testemunha, no processo nº25/2016 do Gabinete de Luta Contra a Corrupção e Delitos Económicos.

A nossa fonte adianta que Sedja Mam, fundamenta o seu pedido no comprimento de todas as formalidades exigidas legalmente para a notificação de um deputado da nação, prevista no artº. 96º/6 do Decreto Lei  Nº5/93, de 13 de Outubro e no artº. nº6º/1 do mesmo diploma.

Para a mesma fonte, em caso de uma resposta favorável dos órgãos internos do hemiciclo guineense, o Deputado Domingos Simões Pereira vai ser ouvido no próximo dia 2 de Fevereiro na sede da própria ANP.

No passado dia 16 de corrente, o Ministério Público através de uma nota do seu Gabinete de Imprensa e Relações Públicas fez saber que Domingos Simões Pereira figura como testemunha entre outros processos, de um suposto desvio de fundos para o pagamento das obras de reparação das embaixadas da Guiné-Bissau na Bélgica e em Portugal e ainda denúncias de envolvimento do Presidente da República nos negócios das pescas, madeira e areias pesadas de Varela;


Fonte: In MºPº

Sem comentários:

Enviar um comentário